top of page
Buscar
  • Foto do escritorVitafrux

A arte da cerimônia do chá


A cerimônia do chá é uma antiga prática japonesa que cativou muitas pessoas ao redor do mundo. Este ritual é repleto de encantamento e proporciona momentos únicos de amizade, respeito e equilíbrio. Neste artigo, vamos compartilhar alguns aspectos dessa prática, que permite despertar a curiosidade pelo ritual e a oportunidade de reunir convidados e praticar a arte de receber pessoas.


Com quase 5.000 anos de existência, o chá, originário da planta Camellia sinensis, está relacionado à história, à saúde, às artes e às cerimônias. Essas cerimônias variam de acordo com regiões como Japão, China e Inglaterra, incorporando aspectos de diferentes culturas e crenças.


Chadō, também conhecido como Chá Dō ou Sado, significa "o caminho do chá". Chanoyu significa "água quente para o chá". Ambos os termos se referem à tradição japonesa da cerimônia do chá, influenciada pelo Zen Budismo.


O principal objetivo da cerimônia do chá é criar uma atmosfera especial para apreciá-lo, proporcionando o máximo de hospitalidade aos convidados, com toda a atenção e coração. É uma arte voltada para a hospitalidade e interação, com todos os atos voltados para eliminar qualquer ruído que perturbe a mente, acalmando o espírito. É um momento pautado pelo caminho da conexão e evolução espiritual baseado nos princípios de harmonia, respeito, pureza e tranquilidade.


Em geral, existem dois tipos de cerimônia do chá: Chakai (茶会) e Chaji (茶事). Chakai é a reunião mais informal, conhecida como reunião do chá. Chaji é o encontro mais formal e elaborado que pode durar até 4 horas, considerado o auge da hospitalidade.


No ato de oferecer o chá, não se compartilha apenas uma bebida, mas também aspectos históricos, morais, estéticos, filosóficos, o exercício da disciplina e das relações sociais. No Chadō é servido matcha, um pó de chá verde com características especiais. Entre elas, a Camellia sinensis é colocada na sombra por 30 a 45 dias antes da colheita, para estimular a produção de clorofila, antioxidantes e a coloração verde da planta, sendo colhida manualmente. Existem diferentes tipos de matcha, como Usucha, Koicha e Culinary.


Alguns dos utensílios utilizados durante a cerimônia são um recipiente para guardar o chá (Chaire), uma colher de bambu (Chashaku), uma tigela (Chawan) e um agitador de bambu (Chasen).


A história de Chadō é fascinante. Como o Japão e a China tinham uma relação cultural muito próxima entre os séculos 7 e 9, era comum que os monges budistas japoneses fossem enviados para a China, onde estudavam e depois voltavam para casa. E foi assim que aconteceu a chegada da Camellia sinensis ao Japão. Um desses monges, voltando da China, trouxe chá de presente ao imperador japonês, por volta de 729 DC.


A partir de então, o chá começou a ser consumido no Japão. Porém, como era rara e não dominavam as técnicas de plantio, colheita e produção, apenas nobres e monges tinham acesso à bebida. Mais tarde, o monge zen Eisai (1141-1215) introduziu o chá e a cerimônia do chá no Japão, tornando-se uma prática popular. Hoje, a cerimônia do chá continua sendo uma parte essencial da cultura japonesa, representando uma experiência de harmonia, respeito e tranquilidade.


Fonte: Chádo


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page