Aba 1

NOTÍCIAS

Postado em 10 de Julho de 2017 às 08h54

Dá para se adaptar mais rápido ao inverno? Tireoide é fundamental no frio

Vitafrux o Melhor para Saúde e Bem-estar. Com o início do inverno, o organismo começa a se adaptar às baixas temperaturas. Segundo Everardo Magalhães Carneiro, professor-titular de biologia estrutural e funcional...

Com o início do inverno, o organismo começa a se adaptar às baixas temperaturas.

Segundo Everardo Magalhães Carneiro, professor-titular de biologia estrutural e funcional da Unicamp, os hormônios tireoidianos têm papel fundamental na aclimatação do corpo ao inverno. "Você pôs os pés na rua em um dia frio, os hormônios tireoidianos já aumentam. É uma questão de minutos", afirma.

"As taxas permanecem mais altas enquanto estiver frio", completa o fisiologista. O frio é percebido no corpo por meio de receptores, estruturas modificadas das células, localizados na pele. Conectados ao sistema nervoso central, esses receptores enviam informações ao córtex que, por sque, por sua vez, manda impulsos ao hipotálamo para estimular a liberação do hormônio TSH pela hipófise. O TSH estimula a tireoide a produzir os hormônios T4 e T3, que induzem o aumento do metabolismo do corpo, gerando mais calor.

Cada pessoa, uma sensação térmica

O frio é sentido de forma diferente entre as pessoas. Além do metabolismo basal, outros fatores que interferem nessa sensação são a genética e a presença da gordura subcutânea.

Quanto mais gordura subcutânea, maior será a resistência à perda de calor, segundo Paulo Olzon, clínico geral e infectologista da Unifesp. Há um outro tipo de tecido adiposo, chamado de gordura marrom, que auxilia na sobrevivência em lugares muito frios.

Ele se desenvolve na região dorsal (costas) do corpo em pessoas que vivem em climas hostis, como os esquimós. Com maior irrigação sanguínea que o tecido adiposo branco --daí o nome "marrom"-- ele tem a função, assim como os músculos, de produzir calor para o corpo.

"Ele quebra a molécula ATP com maior eficiência em resposta aos hormônios tireoidianos mantendo a temperatura corporal constante", afirma Carneiro. Como animal homeotérmico, o homem mantém sua temperatura corporal constante independentemente do meio externo. A temperatura humana em torno de 36,5ºC favorece a atividade enzimática. 

Um mecanismo que o organismo utiliza para produzir calor quando começa a perdê-lo para o ambiente é o tremor. A contração muscular aumenta o gasto de energia, quebrando a molécula de ATP que libera calor, mantendo o corpo na temperatura de 36,5ºC.

Fonte: Uol

Veja também

Saiba mais sobre o Goji Berry e seus benefícios!28/08/17 Quem nunca ouviu falar em goji berry? Estas pequenas frutas vermelhas tornaram-se famosas também no Brasil. Consideradas o fruto da vida e da longevidade no Oriente são originárias do Tibet, China e Mongólia, mas agora vêm sendo cultivadas um pouco por toda a parte do mundo, dada a grande demanda dos consumidores atraídos pelos seus vários benefícios, entre os......
Faça atividade física em qualquer idade!05/08/16 A cada vez mais as pessoas buscam qualidade de vida e longevidade. A terceira idade, principalmente está iniciado atividade física regular para aumentar a expectativa de vida e tem dado muito certo. A atividade física tem......
Como saber se você tem alergia ao Glúten30/10/17 Peter Green, o diretor do Celiac Disease Center (Centro da Doença Celíaca) da Columbia University e professor de Medicina da Columbia University, reuniu algumas maneiras de saber se você tem doença celíaca, que lhe torna......

Voltar para (Notícias)